Blog

Quais são os cuidados dermatológicos durante a gestação?

Por Dra. Ana Krum

Esse artigo visa esclarecer as dúvidas mais frequentes a respeito dos cuidados dermatológicos durante a gestação e no período pós-parto.

 

Quais os produtos de skincare que são seguros durante a gestação?

Durante a gestação, são seguros os produtos de uso tópico contendo vitamina C, vitamina E, ácido ferúlico, ácido glicólico, ureia até 3%, ácido azelaico, niacinamida e ácido hialurônico. Hidratantes com glicerina, pantenol e outros emolientes também estão liberados e são indicados também para a área dos mamilos.

 

Quais os produtos de skincare que estão contraindicados durante a gestação?

São de uso restrito e devem somente ser usados com liberação médica, os produtos de uso tópico contendo ureia em concentração superior a 3%, cânfora, ácido retinóico ou tretinoína e seus derivados (adapaleno, retinol, retinaldeído, tazaroteno), ácido salicílico e hidroquinona. 

 

Qual o melhor protetor solar para usar durante a gravidez?

Os protetores solares físicos tem um melhor perfil de segurança, pois não são absorvidos pela pele. Os filtros físicos mais utilizados são o óxido de zinco e o dióxido de titânio. Eles estão disponíveis comercialmente ou sob manipulação.

 

Pode-se usar protetor solar com cor durante a gravidez?

Sim e é frequentemente recomendado, pois previne e ajuda no controle do melasma, condição frequente na gestação. 

 

O melasma pode ser tratado durante a gestação?

Sim. O mais importante é evitar a exposição solar, seguido do uso de um bom protetor solar  físico com cor diariamente, independentemente das condições climáticas. Alguns clareadores tópicos podem ser utilizados. Após o parto, pode-se associar procedimentos com lasers e outras tecnologias.

 

Pode se usar repelentes durante a gestação? 

Sim, há repelentes considerados seguros durante a gestação e o seu médico poderá indicar.  Repelentes botânicos, como aqueles com citronela também podem ser utilizados, porém têm período de efeito curto (cerca de 20 minutos). 

 

Pode-se pintar o cabelo durante a gestação?

Embora os estudos não sejam conclusivos quanto aos possíveis malefícios dos clareadores e tinturas, as gestantes devem evitar descolorir ou pintar o cabelo. 

 

Pode-se alisar o cabelo durante a gestação?

Também há restrições ao uso de alisamento dos fios de cabelo ou mesmo outras técnicas de relaxamento ou hidratação dos fios, pois muitas delas contém produtos não recomendados para grávidas, como o formol, formaldeído, ácido glioxílico, cisteína ou derivados. 

 

Pode-se usar minoxidil durante a gestação?

Não é necessário o uso de minoxidil tópico ou oral na gestação, pois, nesse período, a produção hormonal geralmente mantém o cabelo cheio e espesso até o período pós-parto. Para pacientes com alopecia androgenética que desejam continuar o tratamento, há alternativas seguras que podem ser indicadas pelo dermatologista.

 

Pode-se fazer bronzeamento artificial durante a gestação?

O bronzeamento com câmaras UV está proibido no Brasil e, assim como a exposição solar excessiva, são contraindicados na gestação e fora dela.

 

Pode-se usar autobronzeadores na gestação?

Sim. O ideal é optar por loções ou cremes, ao invés de sprays, para evitar inalação do produto. E, preferencialmente, a gestante deve evitar no primeiro trimestre de gestação. 

 

Como evitar estrias na gestação?

Uma consulta no início da gestação é fundamental para se adotar as medidas que podem evitar as estrias, especialmente em pessoas predispostas. Hidratação com produtos hidratantes especiais, associados a massagens corretamente aplicadas na pele também são eficazes para a prevenção de estrias. Importante destacar que massagens excessivas no abdômen podem estimular contrações uterinas. 

 

O que fazer em caso de surgimento de estrias na gestação?

Procure seu dermatologista o quanto antes! As estrias vermelhas ou arroxeadas podem ser tratadas com procedimentos seguros e indolores, inclusive durante a gestação. Quando evoluem para estrias brancas, os tratamentos são mais dolorosos, mais caros e devem ser postergados para o período pós-parto. 

 

Por que o cabelo cai após o parto? 

O eflúvio telógeno pós-parto, como também é chamada a queda de cabelo fisiológica após o parto, ocorre por alterações hormonais e outros múltiplos fatores. É importante notar que o estresse emocional comum nesse período, bem como estados de depressão pós-parto, pode agravar essa condição. 

 

Qual o tratamento para a queda de cabelo pós-parto?

É importante avaliar por meio de consulta dermatológica quais fatores podem estar relacionados a cada caso. De forma geral, são realizados exames de sangue, para detectar quadros de anemia e deficiências vitamínicas. Em geral, o quadro se resolve espontaneamente. Contudo, quem é predisposto a esta condição, possui história familiar para calvície (feminina ou masculina) deve manter acompanhamento do recrescimento do cabelo, com reavaliação clínica e exames de tricoscopia, conforme indicação do dermatologista. 

 

Pode-se fazer procedimentos estéticos na gestação?

Procedimentos como toxina botulínica, preenchedores e bioestimuladores de colágeno são contraindicados na gestação. Peelings com altas concentrações de ativos também não são recomendados. Lasers, ultrassom microfocado facial e luz intensa pulsada não possuem contraindicação formal, porém todo procedimento que gere desconforto deve ser evitado, especialmente no primeiro e terceiro trimestres. Peeling de cristais, por exemplo, podem  utilizados, assim como limpeza de pele.

 

Pode-se fazer procedimentos cirúrgicos na gestação?

Procedimentos cirúrgicos necessários podem ser realizados no segundo trimestre de gestação, caso não seja possível postergar sua realização para o período pós-parto.

Se você ficou com alguma dúvida sobre cuidados dermatológicos na gestação, entre em contato conosco. Nós poderemos esclarecê-las e teremos prazer em completar este artigo com elas.