Blog

O que é dermatite atópica?

Por Dra. Ana Krum

Esse artigo visa esclarecer as dúvidas mais frequentes a respeito da dermatite atópica.

 

O que é dermatite atópica?

É uma condição alérgica crônica da pele, caracterizada por pele seca e sensível, que se manifesta com coceira e feridas na pele, secundárias à coçadura.

 

A dermatite atópica é comum?

Sim, a dermatite atópica é muito comum. Estima-se que entre 10-20% das crianças apresentam dermatite atópica no Brasil.

 

A dermatite atópica é genética?

Sim! Parentes de pessoas com dermatite atópica ou outras formas de alergias, tais como rinite, “sinusite”, “bronquite” e asma, podem ser predispostos e têm mais chance de terem dermatite atópica.

 

A dermatite atópica melhora com a idade?

Entre 60-70% das crianças melhoram a dermatite atópica com o crescimento. Frequentemente, permanecem apenas os sintomas de pele seca e uma tendência maior a alergia a picada de inseto, por exemplo.  Mas, alguns pacientes podem evoluir com surtos, desencadeados por fatores específicos.

 

É preciso algum exame para diagnosticar a dermatite atópica?

O diagnóstico da dermatite atópica é clínico, realizado pelo médico dermatologista. Exames de sangue ou de imagem não são realizados para o diagnóstico. Caso a apresentação da doença seja incomum, eventualmente o dermatologista pode necessitar exames para confirmar o diagnóstico.

 

Como a dermatite atópica aparece no bebê?

As apresentações mais comuns são lesões na face, principalmente nas pálpebras e bochechas. Mas podem também aparecer no pescoço, braços e pernas. A dermatite atópica não acomete a área das fraldas, mas pode estar associada com outras condições nesta região.

 

E na criança, como a dermatite atópica aparece?

Os locais mais comuns das lesões da Dermatite atópica na criança são as dobras dos cotovelos e das pernas, mas  outras áreas podem ser acometidas. O prurido e pele ressecada em geral estão também presentes.

 

Como a dermatite atópica aparece no adulto?

As lesões podem manter o padrão infantil, nas mesmas localizações de dobras de pele, acompanhadas de prurido. Alguns pacientes podem apresentar lesões exclusivamente nas pálpebras, lábios e mãos.

 

Como a dermatite atópica aparece no idoso?

No idoso, a dermatite atópica pode se manifestar como pele seca e coceira no tronco, braços e pernas, locais estes onde a pele geralmente se apresenta mais ressecada.

 

Qual especialista que é indicado para o tratamento das alergias cutâneas?

O diagnóstico e o tratamento das alergias cutâneas devem ser sempre feitos pelo médico dermatologista, pois outros diagnósticos devem ser excluídos. No idoso, o tratamento não pode oferecer interações com os outros medicamentos que o paciente já esteja utilizando.

 

A dermatite atópica é influenciada pela alimentação?

Não há comprovação científica de que alimentos possam influenciar na doença. E as dietas restritivas podem levar a carências nutritivas tanto no idoso quanto na criança.

 

Dermatite atópica e a alergia alimentar são a mesma doença?

Apesar de poder acometer o mesmo paciente, as alergias alimentares têm manifestações diferentes da dermatite atópica e são mais comuns em crianças pequenas. O médico dermatologista, durante a consulta, consegue diferenciar a dermatite atópica das alergias alimentares, com base na história do paciente e no exame de sua pele.

 

O que piora a dermatite atópica?

A dermatite atópica pode piorar na presença de infecções, estresse emocional, picadas de inseto, contato com substâncias irritantes, suor excessivo, banhos quentes, mudanças de temperatura e exposição a poeira e ácaros.

 

Como deve ser o banho do paciente com dermatite atópica?

A frequência do banho do paciente com dermatite atópica deve ser diária. Outras dicas importantes é que o banho seja com água morna a fria, e sabonete ou gel de limpeza seja restrito as áreas mais necessárias, como axilas, genitais e pés. Buchas, esponjas e esfoliantes devem ser evitados.

 

A hidratação é importante para o paciente com dermatite atópica?

A hidratação é fundamental para todo paciente com dermatite atópica! O hidratante mais adequado deve ser em loção cremosa ou creme, sem perfume, para pele extra-seca ou específico para dermatite atópica. A hidratação deve ser realizada após o banho, se possível com a pele ainda úmida e, se possível, repetida pelo menos mais uma vez ao dia.

 

Quais os cuidados com a casa do paciente com dermatite atópica?

É recomendado evitar o acúmulo de poeira, o que pode ser obtido pela diminuição de tecidos no ambiente, como carpetes, cortinas e brinquedos de pelúcia ou com pelos e pelo uso frequente de aspirador de pó e arejamento do ambiente.

Existem roupas mais apropriadas para pacientes com dermatite atópica?

Roupas de algodão, soltas e de cores claras devem ser preferidas aos tecidos sintéticos. Evitar o contato direto da pele das pessoas atópicas com  tecidos ásperos, como a lã e outros que impeçam a evaporação da transpiração.

 

Há recomendações especiais para lavar as roupas de uma pessoa com dermatite atópica?

É recomendado utilizar sabão em pó ou líquido suaves, sem perfumes e, também, evitar o uso de amaciante. Para amaciar as roupas, colocar algumas gotas de vinagre de álcool no compartimento do amaciante.

 

Pessoas com dermatite atópica podem usar perfume?

Podem, mas é comum o fato das pessoas com dermatite atópica desenvolverem alergias ou irritações na pele por perfumes ou produtos perfumados. É importante evitar perfumes nas crianças, especialmente nas atópicas.

 

Pessoas com dermatite atópica podem usar bijuterias?

Podem, mas é importante destacar que é frequente a associação da dermatite atópica com dermatite de contato a níquel e cobalto, componentes comuns de bijuterias. Os materiais mais recomendados para acessórios são o ouro 18K, titânio e o aço cirúrgico.

 

Pessoas com dermatite atópica podem usar maquiagem?

Sim, mas ela deve ser retirada à noite, com produtos adequados à pele sensível. Caso haja irritação, suspender seu uso e procurar o dermatologista. A aplicação de produtos, inclusive de maquiagem, deve ser evitada sobre as lesões de dermatite atópica.

 

Qual o tratamento recomendado para a dermatite atópica?

Existem diversos tratamentos para a dermatite atópica. Eles variam conforme a localização das lesões e sua gravidade. Entre eles, tratamentos tópicos, fototerapia, medicações orais e injetáveis. Entre as novas opções disponíveis no Brasil, seguras e eficazes, estão os imunobiológicos e inibidores da JAK, usados em casos refratários aos tratamentos convencionais.

 

A dermatite atópica piora na gestação?

A dermatite atópica pode melhorar, manter-se estável ou piorar na gestação. O tratamento envolve hidratação e o uso de medicações tópicas seguras para a mãe e o bebê. Existem estudos em andamento visando estabelecer a eficácia e segurança de novas opções de tratamento para gestantes atópicas.

 

Há como prevenir a dermatite atópica?

Ainda não há maneiras comprovadas pela ciência para prevenir a dermatite atópica. Algumas medidas, como manter um estilo de vida saudável, são recomendadas. No caso do risco de dermatite atópica em recém-nascidos, estabelecido pela presença de história familiar, a amamentação e o acompanhamento médico são fundamentais.

 

Se você ficou com alguma dúvida sobre dermatite atópica, entre em contato conosco. Nós poderemos esclarecê-las e teremos prazer em completar este artigo com elas.