Blog

Flacidez Abdominal

Por Andressa Renon, fisioterapeuta

A flacidez da pele é um dos principais sinais do envelhecimento facial e corporal. Com o passar do tempo, o tônus da pele vai diminuindo, em consequência de alterações nas fibras que estruturam a pele. Outras alterações podem  ajudar a agravar este problema ao longo dos anos.

Com este artigo, queremos ajudar você a entender um pouco mais sobre a flacidez corporal, em especial do abdomen.

 

Em que consiste a flacidez corporal?

A flacidez consiste em um processo natural da pele de estiramento e perda progressiva do seu tônus, decorrente do envelhecimento ao longo dos anos. Em consequência disso, a pele se apresenta hiperdistendida e caida, tendendo ao afinamento característico do envelhecimento.

 

Flacidez e elasticidade são a mesma coisa?

Não, mas estão intimamente relacionadas. A flacidez ocorre justamente pela perda da elasticidade da pele, que se  torna enrugada, afinada, hiperdistendida e caída.

 

Qual é a causa da flacidez corporal?

A flacidez ocorre por uma redução das fibras de colágeno e elastina que estruturam a pele, que ocorrem pelo envelhecimento do  individuo. Essas fibras são responsáveis por conferir sustentação e firmeza aos tecidos da pele. Entre outras causas importantes de flacidez, estão as perdas  ponderais acentuadas, como ocorre pós cirurgia bariátrica e por medicações eficientes (como a semaglutida)  que são usadas hoje em dia e, também, por características genéticas.

 

Quais são os tipos de flacidez corporal?

Existem duas modalidades de flacidez cutânea: a flacidez superficial e a profunda. A flacidez superficial aparece como afinamento e enrrugamento da pele, já a flacidez profunda se relaciona diretamente aos ligamentos internos formando dobras de pele, envolvendo  também o tecido subcutaneo.

Na flacidez cutanea superficial, ocorre diminuição da atividade das células que compõem o tecido conjuntivo de sustentação, os fibroblastos. Eles são responsáveis por sintetizar o colágeno, mucopolissacarídeos e fibras elásticas da derme. Com o envelhecimento, ocorre também uma degradação das fibras colágenas e elásticas.

 

Flacidez cutanea e muscular são a mesma coisa?

Além da pele, os músculos também podem ser afetados pelo passar do tempo e/ou pela falta de exercício físico, ocorrendo um desgaste nas fibras que dão sustentação aos músculos. O tratamento da flacidez muscular é com exercícios físicos ou aplicações de ondas eletromagnéticas, como o T Sculptor, que pode trabalhar os músculos de todo o corpo e até da musculatura pélvica.

 

O que piora a flacidez corporal?

Envelhecimento, perdas de peso rápidas e intensas, gestação, má alimentação, tabagismo e sedentarismo são condições que propiciam a flacidez cutânea.

 

É possível retardar a flacidez corporal?

Sim, especialmente a flacidez cutânea, hoje sendo tratada com biostimuladores, ultrasom microfocado, radiofrequencia e até com contensão mecânica, como as roupas Novafirm®.

Já a flacidez muscular pode ser prevenida ou tratada pelo exercício físico ou por aplicações de aparelhos de ondas eletromagnéticas.

Hábitos saudaveis, como a prática regular de atividade física e uma alimentação saudável são importantes também. O uso de colágeno oral pode ter alguma utilidade.

 

Quais são os melhores tratamentos para tratar a flacidez abdominal?

Atualmente, existem muitos tratamentos para a flacidez que podem ser realizados em consultórios dermatológicos. Os mais utilizados e reconhecidos como eficientes são:

  • Ultrassom micro e macrofocado: estimula a formação de colágeno e reduz a gordura no subcutâneo;
  • Radiofrequência: o calor que é enviado às células estimula a produção do colágeno, além de contrair as fibras existentes e diminuir a flacidez;
  • Bioestimuladores injetáveis: ácido polilático e hidroxiapatita de cálcio promovem novo colágeno e estruturação da pele nas areas injetadas;
  • Lasers ablativos e não ablativos;
  • Fios de PDO.

 

Qual o melhor tratamento para a flacidez?

Como você pode perceber, existem causas e niveis diferentes de flacidez e vários tratamentos podem ser utilizados. O uso de um ou mais tratamentos depende de uma avaliação do paciente e do tipo de flacidez. Uma soma de tratamentos geralmente é necessária para a individualização e potencialização dos resultados.

 

Como  posso melhorar a flacidez abdominal?

Uma correta avaliação é o que determina a escolha do tratamento ideal para cada caso de flacidez.

A flacidez abdominal pode ser causada por inúmeros fatores, afetando pessoas jovens, como é o caso pós gestação ou das pessoas predisposas geneticamente. E ocorre  em todas as pessoas, de ambos os sexos, pelo envelhecimento.

Os cuidados com o corpo são muito importantes para um envelhecimento saudável.

Quer saber mais sobre os tratamentos que podem ser usados para combater a flacidez corporal? Entre em contato conosco!