Blog

A importância do mapeamento corporal

Você sabe que o mapeamento corporal é a ferramenta mais importante no diagnóstico do câncer da pele?  E nós, da Clinica Hexsel de Dermatologia de Porto Alegre, temos o equipamento mais moderno para realizar este exame!

Por Dra Gabriela Mosena

Eu me chamo Gabriela Mosena, sou médica dermatologista e sou a pessoa responsável pelos mapeamentos corporais na Clínica Hexsel de Porto Alegre, com o Body Studio ATBM Master, da conceituada empresa Fotofinder. Um exame anual com este equipamento é essencial na prevenção e no diagnostico precoce de pacientes com risco de cancer da pele. Você  ja ouvir falar de mapeamento corporal? Já leu algo sobre isso? Esse artigo é para você!

 

Quem são as pessoas com risco para desenvolver câncer da pele?

Existem fatores e algumas características pessoais que aumentam o risco de uma pessoa ter um câncer na pele.

Vou começar falando sobre os principais tipos de cânceres da pele.

Os cânceres da pele correspondem a 33% de todos os diagnósticos de câncer no Brasil. O subtipos mais comuns consistem nos cânceres da pele chamados “não melanoma”, que incluem os carcinomas basocelulares e os espinocelulares. Possuem letalidade baixa, mas alta incidencia no Brasil, nossos registros mostram grande número de casos ocorrendo anualmente. Já o melanoma, é mais raro e letal em comparação aos carcinomas.

 

CARCINOMA BASOCELULAR

O carcinoma basocelular é o câncer da pele mais prevalente. Possui íntima relação com a exposição solar, pois costuma ocorrer em áreas mais expostas como face, pescoço, ombros e dorso. Possui alta chance de cura, com o diagnóstico precoce e tratamento cirurgicos.

 

CARCINOMA ESPINOCELULAR

O carcinoma espinocelular (CEC) é o segundo tipo mais prevalente, podendo se desenvolver em qualquer parte do corpo, mas é mais frequente também nas áreas mais expostas ao sol. A exposição excessiva à radiação ultravioleta é a principal causa do CEC. No entanto, causas como feridas crônicas, uso de medicações que deprimem o sistema imune, entre outras, também são associadas a essa patologia.

 

MELANOMA

O melanoma é o subtipo menos frequente, mas apresenta o pior prognóstico e o índice de mortalidade mais alto. Nesse tipo de câncer da pele, o diagnóstico precoce se torna fundamental, pois as chances de cura giram em torno de 90% nos estágios iniciais da doença. Mas diminuem muito nos estagios avançados da doença.

O melanoma também costuma ocorrer nas áreas mais expostas ao sol, mas não é uma regra.

Pacientes com pele  e olhos claros, cabelos ruivos, muitas sardas, com incapacidade de bronzeamento, número grande de pintas, história familiar ou pessoal de melanoma, são pacientes considerados de alto risco.

Aumentam também o risco de melanoma a exposição excessiva à radiação ultravioleta e câmaras de bronzeamento artificial. Vale lembrar que o bronzeamento artificial em camaras de luz ultra violeta com finalidades estéticas está proibido no Brasil pela Anvisa desde 2009. Infelizmente, algumas clínicas ainda atuam de forma irregular, oferecendo este tratamento e submetendo os pacientes a esse risco. É preciso que a população esteja ciente de que a prática de bronzeamento artificial antes dos 35 anos aumenta em 75% o risco de câncer da pele, além de acelerar o envelhecimento precoce.

Pacientes negros ou com fototipos mais altos também podem ser acometidos com o melanoma, mas com maior raridade.

Após esse breve esclarecimento sobre os principais canceres da pele, vamos abordar outro assunto relacionado: mapeamento corporal. Você já leu algo sobre isso? Se a resposta for não e você achar que se enquadra nos fatores de risco descritos acima, vale à pena seguir a leitura!

 

Mapeamento corporal, um exame que salva vidas!

Este texto visa a auxiliar você a entender porque pode ser muito importante realizar um exame chamado mapeamento corporal com dermatoscopia digital.

Na Clínica Hexsel de Dermatologia de Porto Alegre, o aparelho utilizado para mapeamento corporal é o ATBM Master da Fotofinder, desenvolvido na Alemanha e auxiliado por inteligência artificial.

A finalidade deste exame é monitorar a pele e os sinais nela presentes, especialmente naqueles pacientes com muitas pintas, com o objetivo de realizar o diagnóstico precoce do câncer da pele. Como a maioria dos melanomas surgem como uma lesão nova, os mapas corporais feitos por fotografia ajudam a identificar estas novas pintas e a dermatoscopia digital permite a visualização de alterações nos nevos que já existiam com maior precisão. Dessa forma, o acompanhamento dos pacientes de alto risco, com muitos nevos ou história prévia de câncer da pele se torna mais seguro e eficaz. É fundamental entender que o exame é importante para o acompanhamento ao longo do tempo, visto que podem surgir novos nevos ou modificações nos já existentes que precisam ser avaliadas. Além de possibilitar o diagnóstico precoce, também diminui o número de lesões com indicação de biópsias desnecessárias.

 

Quando o diagnóstico do melanoma é feito nos estágios mais iniciais, ou seja, enquanto a “pinta” ou “sinal” ainda estiver localizado na camada mais superficial da pele, a chance de cura é muito maior e, menor será o risco de desenvolver doenças em outros órgãos (metástases). Dessa forma, o diagnóstico precoce do melanoma é fundamental.

Vale ainda destacar que a genética exerce um papel importante no melanoma, por isso a importância de familiares  de primeiro grau de pacientes acometidos também serem submetidos a avaliação e ao mapeamento corporal com regularidade.

Esse exame ajuda o médico a não só diagnosticar os melanomas, mas também outros tipos de tumores de pele, como os carcinomas citados acima.

Entre em contato conosco se estiver com dúvidas ou tiver interesse em realizar o exame!

Conheça o ATBM master para Mapeamento Automático Total Corporal, o equipamento mais moderno para mapeamento corporal.