Mantenha-se informado

 

 

 

 

 

 

Como na arte, a beleza é a celebração

da aparência, das formas e da expressão.

Nossas metas e nosso conceito de

rejuvenescimento e embelezamento visam

valorizar e promover a beleza, destacando os traços

suavizando marcas com naturalidade,

produzindo mais harmonia às faces que tratamos.

Notícias Voltar

MELASMA: MANCHAS QUE PODEM SER TRATADAS

 

Melasma é uma alteração da pigmentação da pele que provoca o aparecimento de manchas escuras na face que se localizam principalmente na testa, nas bochechas, no lábio superior, no queixo e no nariz, podendo afetar também áreas fora da face, como colo, costas e braços, especialmente após a menopausa.

 

O melasma é uma melanose muito comum, afetando mais as mulheres do que os homens. Atinge preferencialmente mulheres jovens de todas as raças, sendo mais evidente nas pessoas com pele morena.

A causa é desconhecida, mas se sabe que alguns fatores estão envolvidos, como os genéticos, os ambientais (exposição à luz solar e à luz visível, bronzeamento artificial), raciais, hormonais (gravidez, uso de anticoncepcionais e outras alterações hormonais) e o uso de alguns medicamentos e cosméticos com potencial de sensibilização pelo sol. No entanto, o mais importante fator no desenvolvimento e agravamento do melasma é a exposição à luz solar.

 

Hoje, a Dermatologia dispõe de eficientes tratamentos para o melasma. Em todos os casos, a medida mais importante é a proteção solar. Nesse sentido, o dermatologista vai ajudar na escolha de filtros solares especiais e adequados a cada tipo de pele, pois eles devem conter também protetores físicos para que haja uma verdadeira barreira à radiação solar e à luz visível.

 

Outras medidas que podem ser indicadas para o tratamento do melasma são diversos agentes clareadores para uso tópico, como peelings superficiais, peeling de cristais e alguns tipos de laser.