Mantenha-se informado

 

 

 

 

 

 

Como na arte, a beleza é a celebração

da aparência, das formas e da expressão.

Nossas metas e nosso conceito de

rejuvenescimento e embelezamento visam

valorizar e promover a beleza, destacando os traços

suavizando marcas com naturalidade,

produzindo mais harmonia às faces que tratamos.

Notícias Voltar

A PELE NA ADOLESCÊNCIA

 

A pele na adolescência sofre alterações importantes, especialmente devido aos estímulos hormonais próprios desse período. Oitenta por cento dos adolescentes desenvolve acne juvenil, que se caracteriza pelo surgimento de cravos, espinhas e nódulos na face e no tronco. Além disso, na adolescência evidencia-se uma maior atividade das glândulas sebáceas, deixando a pele do adolescente mais oleosa. São cuidados gerais importantes:

Limpeza: alguns cuidados diários são fundamentais para manter a pele do adolescente com uma aparência saudável. A limpeza diária com um sabonete adequado ao tipo de pele tem a finalidade de remover células mortas, gorduras e impurezas. Na adolescência geralmente são indicados sabonetes e loções adstringentes que removem o excesso de sebo da pele. Esponjas ou escovinhas especiais podem ser usadas para ajudar na limpeza.

Fotoproteção: o uso diário do filtro solar deve ser usado desde a infância e recomendado também para adolescentes. Preferencialmente, as apresentações em géis ou oil free são mais indicadas em adolescentes com peles oleosas e com tendência a acne. Ao se expor ao sol, na prática de esportes ou em atividades ao ar livre, a aplicação do filtro solar é importante, bem como sua reaplicação a cada 2 horas.

 

Alterações comuns na pele dos adolescentes

Acne: a acne pode ocorrer na face e/ou no tronco. De acordo com a gravidade das manifestações clínicas, pode ser leve, moderada ou grave. Cravos, espinhas e cistos podem ser tratados com medicamentos tópicos, sistêmicos, lasers, terapia fotodinâmica e limpeza de pele regular.

Pelos encravados e foliculite: a inflamação e infecção dos pelos encravados é muito comum nas áreas de depilação, como a virilha, nas meninas, e a barba, nos meninos. Podem ser tratadas com ácidos, antibióticos e substâncias calmantes. Os lasers para epilação costumam eliminar o problema com melhores resultados.

Estrias: podem ocorrer estrias na adolescência devido ao "estirão" do crescimento próprio dessa fase. Geralmente as estrias ocorrem nas costas e nos braços nos meninos, e nos seios, coxas e flancos nas meninas. As estrias tendem a ser mais precoces no sexo feminino. Procure tratamento para as estrias assim que elas aparecerem, pois as estrias recentes (róseas e finas) são as que respondem melhor, sendo os tratamentos indolores e de menor custo. Estrias antigas (brancas ou albas) são mais difíceis de tratar e os tratamentos são mais caros. Técnicas como microdermoabrasão seriada, microagulhamento, luz pulsada e lasers fracionados são as mais recomendadas.

Manchas: é comum na adolescência o aparecimento de manchas na pele. Elas podem ser simples sardas (efélides) até melasma ou outras patologias. Procure o dermatologista para tratar qualquer tipo de mancha na pele. Os tratamentos indicados podem ser tópicos, lasers, fontes de luz, peelings ou outros.

Celulite: pode aparecer na adolescência e o tratamento precoce é importante para prevenir seu agravamento.